Pais Globais Lutam para Equilibrar Carreira e Família

Os pais querem estar mais envolvidos com a vida dos seus filhos – mas conseguir tempo longe do trabalho não é fácil.

Durante anos, a conversa sobre “querer tudo” – o desejo de equilibrar trabalho e família – ficava restrita às mães. Mas hoje, à medida que os papéis de gênero se tornam mais abertos e permitem a ambos os pais um leque de opções mais amplo, é comum tanto para os pais quanto para as mães viver este conflito entre equilibrar a carreira com a vida em casa.

O mais recente projeto da Viacom Global Insight, Modern Dads: Fatherhood in a Changing World, pesquisou mais de 8.000 homens em 22 países e entrevistou pais em 8 mercados*. O estudo descobriu que, à medida que as atitudes em relação aos gêneros se tornaram mais flexíveis, a paternidade ganhou um novo significado.

Aqui estão as principais descobertas sobre o conflito dos pais modernos entre o tempo gasto em casa e o tempo gasto no trabalho:

Quando estão com seus filhos, os pais estão verdadeiramente felizes. Para praticamente todos os pais (91%), ter seus filhos ao seu lado os fazem rir todos os dias. Brincar com seus filhos é a atividade #1 para melhorar o seu humor. E, para 8 em cada 10, suas vidas não estariam completas sem seus filhos.

Eles veem seu principal trabalho como pai ser uma fonte de diversão. Os pais classificam brincar seu papel principal como pai (84%), seguido de assistir TV (81%). Depois disso, eles citam suas responsabilidades econômicas: comprar os itens essenciais (78%) e o apoio financeiro (74%).

Mas nem tudo é diversão e brincadeira: os pais são essenciais para a rotina das crianças à noite. Quando eles voltam para casa no final do dia, a maioria dos pais não querem relaxar sozinhos. Mais de 60% participam dos rituais noturnos dos seus filhos: a hora do banho (62%), jantar (65%), a hora de contar histórias (67%) e a hora de dormir (72%).

Quando as mães trabalham em horário integral, os pais fazem mais coisas de manhã. Comparado com os lares onde as mães ficam em casa, ou trabalham meio-período, os pais com parceiras que trabalham em horário integral fazem mais coisas pela manhã, contribuindo 10% mais para acordar as crianças e deixá-las prontas de manhã e 16% mais em levar seus filhos para a escola ou para a creche.

Os pais estão redefinindo suas prioridades para passar mais tempo com seus filhos. Quer seja proporcionando apoio financeiro único ou parcial, eles estão sentindo o peso desta responsabilidade. Alguns estão trabalhando menos horas ou trabalhando mais de casa para conseguir ganhar mais tempo com seus filhos. Equilibrar trabalho com família é uma questão que afeta tantos os pais quanto as mães – e 45% dos pais se sentem frustrados em não poder ver seus filhos tanto quanto gostariam. Aqueles que não conseguem alcançar um nível satisfatório de tempo com sua família dizem que se sentem ressentidos sobre seus horários de trabalho exigentes.

* 22 países pesquisados: África do Sul, Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Colômbia, Estados Unidos, Filipinas, Holanda, Hungria, Indonésia, Itália, Malásia, México, Polônia, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Rússia, Singapura, Suécia, Tailândia 

** 8 mercados para a pesquisa qualitativa: Reino Unido, Brasil, México, África do Sul, Austrália, Suécia, Colômbia, Tailândia