Com famílias multigeracionais, e a alta do custo dos tomadores de conta na Austrália, muitos avós estão tomando conta dos seus netos. Como eles se sentem sobre suas novas responsabilidades nas famílias de hoje em dia?

Em seu novo estudo, “The Grand Illusion: Being Grandparents in the 21st Century,” (A Grande Ilusão: Ser Avós No Século 21) a Nickleodeon Austrália conduziu um estudo quantitativo local com 1.000 avós australianos com idades entre 55 e 75 anos com netos com menos de 18 anos. Aqui estão as principais descobertas:

Nada é mais importante do que a família para os avós australianos. A grande maioria (88%) disse que a família é sua prioridade número um. Eles concordam totalmente com a importância de dar apoio e orientação, passando para seus netos tradições familiares e culturais, e ensinando habilidades de vida para eles.

Eles amam ser avós e desempenhar o importante papel que eles têm nas vidas dos seus netos. A maioria disse que gosta de ser avô (88%) – na verdade, 42% disseram que gostam mais de ser avós do que ser pais. Entre aqueles que cuidam dos netos regularmente, 71% disseram que têm um papel mais importante do que seus avós tiveram nas suas vidas. Como consequência, eles têm uma relação mais próxima com seus netos. Para 82%, a parte mais importante do seu papel é fazer coisas divertidas juntos.

Quando eles estão com seus netos, eles estão totalmente presentes. Os avós cuidam bem dos seus netos, com 85% dizendo que dão total atenção quando estão brincando juntos. O que eles fazem depende da idade dos seus netos. Os que têm netos mais novos são mais propensos a levá-los para passear, jogar ou ler. Os avós costumam conversar, ver TV ou ir à shows ou eventos especiais com seus netos pré-adolescentes. E os avós com netos adolescentes preferem levá-los ao cinema, shows de música, galerias de arte ou à praia.

O mundo mudou desde que eles criaram seus filhos. Quase quatro em cada dez avós tiveram divergências envolvendo seus netos com seus próprios filhos – embora dois-terços acreditem que a paternidade mudou radicalmente desde que eles próprios tiveram filhos. Quase a metade acredita que as expectativas em relação aos pais são altas demais hoje em dia e 57% disseram que as crianças estão sob mais stress do que deveriam. Mais de 60% dos avós acreditam que as crianças estão crescendo com menos regras e menos disciplina, e mais da metade acha que as crianças de hoje estão protegidas demais. Talvez por estes motivos, 65% disseram que as crianças de hoje são mimadas demais – mas mais da metade admite que eles próprios mimam seus netos.

Ser avô tem um custo financeiro para muitos. Um terço de todos os avós australianos contribui com os custos para criar seus netos. Entre aqueles que cuidam diariamente dos seus netos, três-quartos contribuem financeiramente. Avós aposentados são os que mais gastam com seus netos (em média         $ 402.40), com o dinheiro indo principalmente para presentes, comida e bebida, roupas, brinquedos, e viagens de um dia. Muitos dizem que fazem sacrifícios para cuidar dos seus netos (40%) – e para 20%, isso pode chegar a ter um peso no orçamento. No entanto, cuidar dos netos teve um impacto nos planos originais de apenas 10% dos avós.

Os avós australianos acreditam que estão fazendo um bom trabalho – mas pode ser difícil. Em geral, quase 80% dos avós acham que estão fazendo um bom trabalho. Ao mesmo tempo, para mais de um quarto está sendo mais difícil do que eles esperavam. Mais de 80% também disseram que ser um avô mudou seu estilo de vida – uma estatística que pula para 90% entre os que cuidam dos netos frequentemente. Mais da metade dos que cuidam dos netos regularmente disseram que isso exige deles fisicamente, e um terço disse que isso afetou o tempo que eles têm para si mesmos.