O que é mais importante para os consumidores que frequentam festivais de música ao redor do mundo – e quais são seus hábitos de consumo?

Recentemente realizamos um estudo para aprender mais sobre as oportunidades que os festivais de música apresentam. Esta pesquisa envolveu focus groups, entrevistas com frequentadores de festivais, e uma pesquisa online com 10.000 consumidores de idades entre 13 e 54 anos em 10 países.

Aqui estão algumas das nossas descobertas:

Os Festivais de Música atraem um público considerável ao redor do mundo. Quase um terço de pessoas de idades entre 13 e 54 anos estiveram em um festival de música nos últimos 12 meses. Os festivais atraem pessoas dos mais diversos gêneros e faixas etárias, mas os que estão entre 18 e 34 anos são os que têm maior probabilidade de comparecer.

A música e o sentimento de conexão com os outros são um grande atrativo. Praticamente todos os frequentadores de festivais (92%) acreditam que uma boa escalação de artistas é uma parte essencial de qualquer festival de música – e uma proporção similar (89%) concordam que os festivais de música são uma ótima maneira de conectar com pessoas semelhantes. Estes momentos incríveis têm a capacidade para viajar além do festival, com 74% acreditando que é importante registrar e compartilhar suas experiências nos festivais de música através das redes-sociais. E para 80%, os festivais de música são um dos destaques da sua primavera/verão.

Quando se trata de gastar, a compra do ingresso é apenas o começo. O ingresso representa apenas 28% do gasto em média num festival. Outros gastos vão para complementos VIP, viagem de ida e volta ao festival, alimentação e bebidas no festival, merchandising, produtos comprados com antecedência como roupas e tendas.

Os frequentadores de festivais pagarão mais por uma experiência ainda mais memorável e confortável. Dois-terços dos frequentadores de festivais disseram que seria “muito provável” pagar para uma experiência mais exclusiva. Alguns consumidores optam por privilégios VIP como “meet-and-greets”, passes para o backstage, áreas de chill-out VIP, lugares exclusivos, bar e alimentação VIP, e mercadorias comemorativas VIP. Estes “extras” também podem incluir upgrades de logística como banheiros melhores, acesso prioritário ao site, e melhores áreas para camping.

Eles também estão dispostos a viajar e se hospedar. O tempo médio para viajar para um festival de música é de 2.2 horas. Entre os que frequentaram um festival nos últimos 12 meses, 68% estiveram em um que durou mais do que 2 dias. E, entre os que foram a festivais de mais de 2 dias, quase metade acampou (44%).