Como as crianças participam nas escolhas das marcas e nas decisões de compras, nas Filipinas?

Nós partimos em busca de respostas para esta pergunta num recente estudo feito com 4.900 crianças de idades entre 6 e 11 anos e 4.100 pais em 30 países, incluindo as Filipinas. Aqui estão as principais descobertas deste projeto:

Praticamente todos acreditam que têm poder de decisão nas decisões familiares. A ampla maioria dos filhos filipinos (97%) dizem que desempenham um papel no processo de tomada de decisão da família.

Eles fazem mais para manter seus lares funcionando. A maioria das crianças filipinas (80%) declararam que ajudam nas tarefas de casa, acima da média global de 69%. Pouco mais da metade (53%) diz que ajudam a cozinhar, fazer as compras ou limpar a casa, comparado com 42% das crianças globais. Elas também são mais propensas a cuidar dos mais novos (44% nas Filipinas, 37% global).

Muitas vivem em lares com gerações diferentes. As crianças das Filipinas têm três vezes mais probabilidade de viver com seus avós (41% nas Filipinas, 13% global).

A ajuda flui livremente entre suas famílias estendidas, aumentando a influência das crianças. As crianças filipinas têm mais de 90% de probabilidade do que as crianças globais de ajudar um membro da família que vive fora de casa (56% nas Filipinas, 30% global). Comparado com seus pares globais, elas têm mais de três vezes de probabilidade de ajudar seus tios e tias, 150% mais probabilidade de ajudar primos, e 38% mais probabilidade de ajudar seus avós. Os favores têm mão dupla, também – seus lares são 18% mais propensos a receber ajuda de sua família estendida. Como resultado destas trocas, as crianças filipinas têm o potencial de influenciar as decisões além de suas famílias imediatas.

As crianças filipinas têm uma influência particular sobre as escolhas de restaurantes, eletrônicos, e serviços de TV. Assim como nos outros lugares, a maioria dos pais nas Filipinas dizem que seus filhos influenciam as decisões sobre entretenimento (93%) e alimentos/mantimentos (91%). Comparado com a média global, as crianças filipinas têm mais chance de influenciar a escolha de um restaurante (85% nas Filipinas, 80% global), eletrônicos (81% nas Filipinas, 76% global), e serviços de TV por assinatura como operadoras, Pay TV e SVOD (54% nas Filipinas, 41% global).

Os dispositivos móveis ampliaram seus horizontes. Nas Filipinas, as crianças têm mais probabilidade do que seus pares globais a possuir smartphones (88% nas Filipinas, 72% global) e tablets (84% nas Filipinas, 72% global). A maioria (92%) se descreve como curiosa, e esta curiosidade está presente no seu uso online. Elas são muito mais propensas a dizer que a internet as apresentou para coisas que elas nunca teriam descoberto de outra forma (90% nas Filipinas, 75% global).